ADCC 2017 – Resultados: Rubens Cobrinha faz história e garante Super Grand Slam

Este final de semana rolou o maior evento de luta agarrada do mundo, o ADCC, que acontece a cada dois anos e teve a Finlândia como sede desta edição. Surpreendente como sempre, o ADCC é conhecido por ser um evento atípico, onde o preparo físico é muito importante e as zebras acontecem com frequência. E este ano não foi diferente, com a eliminação de Leandro Lo e Mackenzie Dern logo na primeira rodada, um exausto Marcus Buchecha sendo finalizado e Chael Sonnen vencendo a super-luta contra Leozinho Vieira. Bora então dar uma olhada em outros acontecimentos que marcaram a edição de 2017.

Felipe Preguiça é campeão absoluto

Após perder a final da categoria até 99kg para Yuri Simões, o faixa-preta da Gracie Barra BH fez um caminho irretocável pelo título absoluto. Felipe Preguiça venceu Celsinho Venicius, Victor Honório, finalizou Marcus Buchecha e superou na final a grande revelação do evento, o americano Gordon Ryan, pelo placar de 6 a 0, após defender bem as investidas de leglock já conhecidas do jogo do americano e pegar as costas por duas vezes.

Rubens Cobrinha faz história e garante o Super Grand Slam

Rubens Charles, um dos maiores pesos-pena de todos os tempos, continua fazendo história. Aos 37 anos, o brasileiro mostrou que este, sem dúvida, é o melhor ano de sua longa carreira. Após vencer os quatro maiores títulos da IBJJF (Mundial, Europeu, Pan Americano e o Brasileiro) ele também garantiu o título até 66kg do ADCC 2017, sendo o primeiro lutador a alcançar tal feito, chamado de Super Grand Slam. Para chegar lá, o brasileiro derrotou Uranov Zhakshylyk, Kuba Witkowski, Paulo Miyao e o americano AJ Agazarm. Segundo Cobrinha, a chave para o seu 3º título no ADCC foram os treinos de Wrestling, comandados por Kenny Johnson, com quem treina há 6 anos.

Gabi Garcia vence Talita Treta e fatura seu terceiro título

A multicampeã e lutadora do Rizin, Gabi Garcia, venceu seu terceiro título do ADCC ao superar Talita Treta, atual lutadora do Bellator. Gabi, que tem andado afastada das competições de jiu-jitsu por conta do MMA, superou a falta de ritmo e finalizou rapidamente após quedar e trabalhar a montada, com um pouco mais de um minuto de luta.

André Galvão supera Calasans e enfrenta Felipe Preguiça em 2019

A esperada luta entre os parceiros de Atos terminou com vitória de André Galvão. O pentacampeão do ADCC defendeu o seu título ao anotar 14-0 contra o campeão absoluto de 2015, Cláudio Calasans. Galvão, campeão absoluto do ADCC em 2011 e vencedor da superluta em 2015, enfrentará o campeão absoluto deste ano, Felipe Preguiça, na próxima edição do evento.

Confira todos os resultados abaixo:

66 Kg<
Ouro: Rubens Charles
Prata: AJ Agazarm
Bronze: Paulo Miyao

77 Kg
Ouro: JT Torres
Prata: Lucas Lepri
Bronze: Vagner Rocha

88 Kg
Ouro: Gordon Ryan
Prata: Keenan Cornelius
Bronze: Alexandre Ribeiro

99 Kg
Ouro: Yuri Simoes
Prata: Felipe Pena
Bronze: Jackson Souza

99+ Kg
Ouro: Marcus Almeida
Prata: Orlando Sanchez
Bronze: Roberto Abreu

Absoluto
Ouro: Felipe Pena
Prata: Gordon Ryan
Bronze: Marcus Almeida

Feminino:

60 Kg
Ouro: Beatriz Mesquita
Prata: Bianca Basilio
Bronze: Michelle Nicolini

60+Kg
Ouro: Gabi Garcia
Prata: Talita Nogueira
Bronze: Jessica Oliveira

Superluta:
Renzo Gracie venceu Sanae Kikuta nas punições.
Chael Sonnen venceu Leozinho Vieira na decisão dos juízes.
André Galvão venceu Cláudio Calasans por 14-0.

E vocês, o que acharam do evento? Curtiram as lutas? Deixem suas opiniões nos comentários.

  • Tiago Paiva

    Que performance absurda do Gordon Ryan! O cara é sinistro, como se não bastasse apenas vencer, saiu pegando geral.

  • Gui Castro

    Cobrinha é muito monstro